Graco - História

A história do nome do vinho Graco remonta há mais de dois mil anos e é um tributo à ocupação romana da Herdade Sousa da Sé. Tibério Graco em 134 a.C. redigia a Lex Sempronia Agrarium para melhorar a exploração da terra. Hoje, a Herdade Sousa da Sé recupera a sua tradição agrícola que vem da presença dos romanos no Alentejo, produzindo o vinho Graco em solos mediterrânicos pardos de origem granítica.

A Herdade Sousa da Sé fica bem no coração do Alentejo, a seis quilómetros de Évora e num local privilegiado para a produção de vinhos por originar uva de excelente qualidade para elaborar vinhos majestosos.

Na Herdade Sousa da Sé recuperamos as actividades de tempos passados e lançamos agora um Vinho Regional Alentejano único no mercado: o Graco tinto da colheita de 2008 e o Graco branco da vindima de 2009.

Évora é hoje um dos principais centros gastronómicos de Portugal. Uma cidade de apreciadores de boa comida e bom vinho, tinto e branco. Muitas são as pessoas que se deslocam a Évora para apreciar suculentos pratos e vinhos de qualidade.

Só em Évora poderia surgir o Graco, um vinho concebido num clima mediterrânico com uma ligeira continentalidade.

Graco